Evento "Fritz e Hermann Müller - Alemanha e Brasil na Consolidação do Darwinismo", confira aqui

Um espaço para agregar ciência e filosofia sobre evolução biológica. Contribua!


Sem querer desmerecer o trabalho dos evolucionistas modernos e as suas considerações e análises bem fundamentadas a respeito da Teoria da Evolução, não podemos prescindir do legado de Charles Darwin para a biologia atual. A forma metódica e o raciocínio científico de Darwin em relação ao mecanismo evolutivo servem como exemplo de como a ciência é construída passo a passo e não resulta de descobertas mirabolantes processadas instantaneamente. Neste particular, leiam o que publiquei no blog Biorritmo sobre Charles Darwin e o método científico:
"Na visão popular, os avanços científicos são produto da genialidade de homens, que, por meio de insights, concebem idéias com força para abalar as estruturas do conhecimento. Na realidade, a ciência é fruto de dedicação e de um longo percurso de pesquisa. Nessa área é preciso seguir um método, ou seja, regras básicas que norteiam a investigação científica: problematização, observação, investigação, pesquisa em diversas fontes, registro durante o percurso e conclusão.
Dotado de grande capacidade de observação e de registros, apoiado nas pesquisas científicas mais recentes e tendo contato com especialistas de diversas áreas, Darwin conseguiu desenvolver a Teoria da Evolução seguindo estas 5 etapas indispensáveis- e que estão presentes até hoje no ensino de Ciências.
Em 1831, aos 22 anos e recém-formado, Darwin foi convidado a participar de uma expedição patrocinada pelo governo inglês até os trópicos, como acompanhante do comandante do navio HMS Beagle. Durante os 5 anos da aventura, ele pôde observar, pesquisar e refletir sobre a diversidade da vida. Nas 20 paradas do navio, pelos 4 continentes em que aportou, ele realizou experimentos, coletou fósseis, espécimes vivos de animais e vegetais, fez centenas de registros por meio de desenhos e anotações, respondeu a dezenas de perguntas e trocou correspondências e opiniões com diversos estudiosos ingleses.
Foi Darwin que deu consistência necessária á Teoria da Evolução, cujo fundador foi o francês Jean Baptiste de Lamarck (1744-1829). Para não deixar furos no estudo, Darwin seguiu à risca os procedimentos de pesquisa, tendo o cuidado de unir o maior número de provas e de checar cada ponto abordado com as autoridades científicas mais respeitadas da época. Tanto zelo e preocupação fez com que publicasse a teoria mais de duas décadas depois, em 1859, com o poético título Sobre a Origem das espécies por Meio da Seleção Natural ou a Preservação das Raças Favorecidas na Luta pela Vida.
Segundo a teoria de Darwin, tanto os organismos vivos como os que encontrou fossilizados se originavam de um ancestral comum e se transformavam ao longo do tempo. Semelhante a uma bactéria, esse primeiro ser vivo sofreu modificações até gerar toda variedade de animais e plantas do planeta, seguindo um padrão evolutivo (que permanece ativo). Assim, o homem deixou de ser visto como um animal especial e mais evoluído para ser encarado como mais um ramo da grande árvore da vida."

Exibições: 2276

Comentar

Você precisa ser um membro de Evolucionismo para adicionar comentários!

Entrar em Evolucionismo

© 2014   Criado por Eli Vieira.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço